quinta-feira, 8 de julho de 2010

Aula de fotografia


Certa vez me falaram sobre eu dar algumas aulas de fotografia, diversão que o moço Santiago vem fazendo há algum tempo. E fiquei pensando qual seria a primeira lição, já que se vende isso em cursos rápidos de um dia, turmas reduzidas e tudo mais que se pode dizer para ganhar dinheiro daquele que quer aprender. Pois bem: olhando mais para o começo, para a essência do que eu penso sobre fotografia, acho que na primeira aula eu teria é um papo bom com os que estivessem aprendendo, sentados, cada um com sua máquina no colo e a alça já no punho. Acredito que, na fotografia, antes de fazer o olho olhar para fora, através das lentes, é preciso aprender a ver pro lado contrário, pra dentro. É com os olhos que fotografamos,  tanto quanto com os ouvidos, pele, sensibilidade e paciência; e tudo isso vai se encontrar lá dentro, na nossa essência, dentro do nosso peito. Aprendi a aceitar que o mundo é que se deixa fotografar quando ele bem quer e não o contrário. E é a partir disso que vou criando e vivendo as experiências que daí posso depreender.

Um comentário:

Crônicas do Cotidiano disse...

Muito verdadeiro Mestre! Um mundo que pede uma introspecção... Um espaço que busca a posição perfeita em nós mesmos!
Já te sigo mestre!
Abraço