quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

De que lado nasce o sol



Seus pés mal começaram a tocar o chão e no entanto bastava erguer os braços que já alcançava as estrelas. Ele nasceu um pequeno dilema, desafiando todas as leis do homem sabido. Amava seu animalzinho mais amado do mundo, um elefantinho cor de rosa (desculpem, mas a imagem é preto e branco), com o qual brincava dia e noite, entre as estrelas, árvores e castelos encantados. Seu mundo fabuloso não tinha nada de inventado, ele era uma infância ideal, um pedaço da vida durante o qual nada é impossível. Juntamente com os dois, todos os sonhos os acompanhavam: eles eram núvens, como as de algodão, a flutuar nessa idade melodiosa. Todos que com eles cruzassem eram abençoados por uma vontade a realizar. Presentes não davam, mas entregavam desejos muitas vezes sublimados. Ah, esses dois! Até hoje, depois de tê-los visto passar - "De que lado nasce o sol, moço", questionavam, eu sei que o sol nasce é do lado de dentro. Saudades. 

7 comentários:

Shuzy disse...

Tão bonito esse! Apesar de tanta chuva por aqui, hoje nasceu o sol no meu coração!
=]

Denise disse...

O sol.....invadiu tudo,cindo de dentro,iluminou um tanto que todas as cores coloriram mais.

carinho

Fernão Gomes disse...

Olá, velho amigo. Gostei desse texto, muito delicado e característico de sua sensibilidade, sobre a qual já me manifestei. O elefante, propriamente dito, me fez lembrar do livro A VIAGEM DO ELEFANTE, do Saramago. Se não leu, leia. Você, especialmente, vai gostar.
Abraços.

FG

Noe* disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Noe* disse...

Este texto me remeteu a vários personagens que gosto: Pequeno príncipe, Cecília (do livro Através do Espelho), Alice (a do País das Maravilhas), e a própria Maria!
Eu acho que a Maria casa com o menino do elefante sim :)
Maria é encantada e o menino do elefante parece ser tb!
=D


Ps: Vc já colocou o negócio vermelho, aê!

Noe* disse...

Estou lendo ainda, é bonito, é instenso, sabe ser simples e complexo ao mesmo tempo... Já são 90 páginas e me doeu várias vzs!

Ana disse...

"não preciso que me digam de que lado nasce o sol, porque bate lá meu coração..." Belchior