quarta-feira, 16 de junho de 2010

Sábio porque é velho

Sempre me fizeram associar sabedoria com conhecimento, ou melhor, interpretar que conhecimento se faz relativo à sabedoria. Precisou de tempo para começar a entender, e mesmo hoje ainda não tenho dimensionado por completo tal questão. Mesmo assim, depreendo que as experiências vividas e sua necessária intensidade sentida podem constituir aquilo que temos como Saber. Nesse ponto, por hora, entendo que a sabedoria não é o conteúdo em si, o armazenamento de coisas, sensações, experiências ou conhecimento, mas sim as ações anteriores à linguagem e a comunicação que utilizamos. Sabedoria, quem sabe, são atos formados em seu instante imediato, antes da constituição racional no mundo das ideais, da formação da linguagem e do estabelecimento da comunicação com o que quer que seja. "O diado é sábio não porque é o diabo, mas porque é velho", diz o ditado. Só o tempo pode fazer isso com a gente.

5 comentários:

sunshine disse...

o mais esperto é aquele que tira sabedoria dos acontecimentos alheios, afinal, não teremos tempo para ver tudo, saborear todos os gostos.

mas esse esperto não pode se esquecer de viver, tem que além de tentar de tudo, compartilhar. Creio eu, que assim seria mais fácil.

Um sorriso quente.
(pode usá-lo principalmente em dias frios, e não falo frio apenas de dias chuvosos..)

Paz.

ErikaH Azzevedo disse...

Já dizia o Raulzito..."eu nasci a dez mil anos atrás, e não tem nada nesse mundo que eu não saiba demais".

Eu acredito particularmente que sabedoria não é resultado de um corpo que envelheceu mas de uma alma já velha, que habitou vários corpos, em momentos diferentes.

Todo sábio é meio intuitivo e a intuição é adquirida por vivencias anteriores que nem percebemos terem existido em nós.

Eu acredito fielmente nisso ..e fé nem é uma questão de compreender, ou explicar...só de sentir...e assim sinto!

Venho por intermédio da nossa Pipa, e é bom estar a fazer parte desse teu céu de sentires, a partir de agora...já te sigo.

Um bjo a ti menino

Erikah

Sylvia Araujo disse...

Se sabedoria é constituída antes de; pra depois de, só resta a desconstrução. Eu sento e espero então. rs

Vim parar aqui presa na rabiola da Pipa. como faz agora pra descer?

Lindo tudo aqui!

Beijocagiga

Fernão Gomes disse...

Sabedoria é um entrelugar, uma poética intervalar, os interstícios (fissuras)que permitem entrever o Mistério para além de e dentro de.

Abraços, meu irmão distante.

Fernão Gomes

Alex Wildner disse...

Acho que parece que é o tempo quem faz isso com a gente... mas não é não!!!
É a zica, é o tropeço, é a barreira, é o obstáculo que disseram para ultrapassarmos, mas que é melhor desviar, é tudo isso, mas sem uma outra coisa, nada disso serviria. A sensibilidade, os olhos abertos...
Conheço vários babacas velhos, novos velhos, babacas que passaram por muitas-boas e várias-ruins, mas que nem sabem por onde andaram, não sabem porra nenhuma. Daí eu acho que você é mais o cara que os caras com aquele discurso engessado, enrugado, empedrado.
Santiago, na dúvida, chuta forte!
Você É!