domingo, 9 de outubro de 2011

É saudade?



Café novamente para abrir este post. Mas sabe porque? É que me dei conta de algo que creio que você também não se deu. O café abre nossa semana, não? Recorremos à ele praticamente todas as semanas, em algum dia. Mas perceba além. Abrimos a semana com café porque abrimos o dia com café. Abrimos com café o que, a semana ou o dia? Pois é. Se sinto saudade, sinto de que tempo: do hoje, que sei sentirei sua falta, ou da quarta que sei que não a verei? Da quinta, da sexta... ou é saudade apenas do primeiro dia? E esse primeiro dia abre o quê? O primeiro dia da semana ou o primeiro dia de toda uma vida? Começar o dia com café é certamente uma das certezas da vida. 

3 comentários:

Carol Carvalho disse...

"Começar o dia com café é certamente uma das certezas da vida"... e sentir saudades é outra certeza na vida.

Com o café a gente se acostuma, com a saudade a gente aprende a se acostumar...

Pipa. A Pipa dos Ventos disse...

Alguém aí disse Café?

Desculpe ter arrombado a porta. Ela estava empenada.

Não resito aos seus convites. Hoje sou só o aroma. Já vim tomada.

De paixão, saudade, loucura.

Ao fogo que nos ateiam, mal sabem que é de amor que nos incendeiam.


Derramemo-nos. Que a arte da entrega está morrendo aos poucos.

Noe* disse...

Gostei da pequena observação.
Antigamente não gostava de café, hoje em dia já gosto e tomo bastante.
Depois de ler esse texto, gosto mais ainda.
A gente sente saudade de tudo. Sentir saudade também é uma das certezas da vida.
Gostamos e sentimos saudade.
Gostamos e bebemos café.
No primeiro dia, ou na quarta!