segunda-feira, 6 de junho de 2011

Coisas novas



É das coisas novas que precisamos, não é? Quero uma nova marca de capuccinno. Um novo e mais suave creme pra ter em cima. Quero um novo pão-de-queijo pra acompanhar. Uma nova companhia como a de vocês, meus velhos e velhas amigos, mas sem essa cara lavada de que nada mudou. Uma nova uva pra dela ter um novo vinho. Quero a docura de um beijo novo. O sabor de um novo amor. A esperança de uma nova vida in-tei-ri-nha pela frente. Quero a lua nova, o sol novo da manhã. um sorriso novo, que eu não conheça: quero pra decifrar. Aquele olhar ainda não me olhado. O pão estranho que desconheço o sabor. Quero a roupa nova. De novo, quero tudo agora. O que mais sinto falta não é da novidade, é da falta do que saber ser o novo. Todo dia algo novo acontece. Me faça um favor? Pois me conte, quem por aqui visitar, o que de novo lhe aconteceu. Então tragaremos.

5 comentários:

Shuzy disse...

Que venham as novidades!

Pipa. Agora eu era o herói. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pipa. Agora eu era o herói. disse...

Estava passeando distraída quando senti um cheiro de café com creme inundar a avenida. Girei o pescoço um pouco e olha só o que encontro: uma cafeteria cheia de purpurinas sob o título extravagante de: NOVEDADES. Não estava aqui ontem, então me atrevi a supor que a inauguraram ainda há pouco. Mas não foram as purpurinas nem o título que me chamaram atenção. Foi um rosto que me olhava solícito atrás do balcão. Eu teria perguntado a idade do bombonzinho não fosse o fato de tê-lo reconhecido de imediato. Saquei umas moedas para pagar o expresso e o deixei sobre a mesa, intacto. O menino me sorriu. Saí dali convicta de que nunca me senti tão feliz como naqueles míseros segundos que vi a magia regressar à sua vida. Não vou perder a esperança, concluí. Um dia, isso também acontecerá para mim.



Te recebo com amor, menino Santiago.

Renato Menezes disse...

E o medo do novo nos faz sempre procurar o comum, "aquele de sempre".

Juliana disse...

Oi Santiago
Amo novidades! mas tb gosto de rever as antigas com um jeito novo.
abraço